Escolha uma Página

Câncer de Próstata. Vencer o preconceito pode salvar vidas.

26/11/2018 | Medicina

FracoRegularBomMuito bomÓtimo (2 votos)
Loading...
Compartilhe em suas redes sociais:

O câncer de próstata (ou neoplasia de próstata) é o 2º tipo de câncer mais comum entre os homens, segundo dados do INCA, Instituto Nacional do Câncer. Diante da importância do problema, a campanha Novembro Azul surgiu com o intuito de promover, durante todo o mês de novembro, a conscientização dos homens sobre a importância de se cuidarem, com foco na prevenção ao câncer de próstata.

É um esforço coletivo para levar a maior quantidade de informação possível aos homens, destacando formas de detectar antecipadamente o câncer e ajudando a tirar o estigma dos exames que ajudam neste diagnóstico.

Os números do câncer de próstata

O câncer de próstata é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias (tumores) malignas. Ainda segundo o INCA, a estimativa para 2018 é de 68 mil novos casos da doença e cerca de 13 mil mortes devem ocorrer no ano em decorrência da doença. Um homem morre a cada 38 minutos devido ao câncer de próstata no Brasil.

No mundo, esse é o sexto tipo de câncer mais frequente e o segundo mais mortal entre os homens. Estima-se que 1 a cada 6 homens desenvolvem a doença.

A cada 7,6 minutos, um caso é diagnosticado e a maioria dos casos ocorre em homens com mais de 65 anos de idade. Por isso, exames preventivos devem ser iniciados já por volta dos 45 anos. Com a detecção precoce do câncer da próstata é possível obter uma taxa de cura em torno de 90% a 95%.

Entre as ações promovidas durante a campanha Novembro Azul, há a oferta de exames de próstata sem nenhum custo ou com descontos, além da promoção de ações e eventos que levam informação às pessoas e até mesmo a profissionais da saúde sobre o tema.

O que é a próstata?

A próstata é uma glândula localizada próxima ao reto, que pesa cerca de 20 gramas. Faz parte do sistema reprodutor masculino e se parece com uma castanha. Fica abaixo da bexiga e sua principal função é produzir o líquido seminal. 70% do sêmen é produzido na próstata, o que faz dela uma glândula indispensável para a fertilidade.

Como a próstata está entre a bexiga e a pélvis do homem, estando à frente do reto, que é a porção final do intestino, o médico urologista pode palpá-la com facilidade, pelo exame de toque retal.

Como é feito o diagnóstico do câncer de próstata?

O diagnóstico do câncer de próstata é feito geralmente por meio de 2 exames simples:

1. Exame de Toque Retal

É um exame rápido (dura poucos segundos) e praticamente indolor, feito pelo urologista no próprio consultório. Este exame permite ao médico analisar a consistência da próstata, seu tamanho e se existem lesões palpáveis através do reto.

2. Medição do PSA (Antígeno Prostático Específico)

É obtido com um exame de sangue simples e pode indicar alterações na próstata. É importante ter em mente que este não é um exame conclusivo para a presença de câncer e não descarta a necessidade do toque retal.

Os dois exames juntos (toque e PSA) conseguem diagnosticar 80% dos casos de câncer de próstata.

Cerca de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados apenas pela realização do toque retal. Caso haja suspeita de câncer de próstata outros exames poderão ser solicitados, como as biópsias.

Hiperplasia Prostática Benigna e Câncer de Próstata. Qual é a relação?

A próstata é uma glândula que continua a crescer ao longo da vida do homem. A partir dos 45 anos, a próstata aumentada pode passar a pressionar a uretra, reduzindo a pressão do jato de urina. Com isso, a bexiga não se esvazia completamente e o homem sente necessidade urinar com mais frequência. Este é um quadro bastante comum, especialmente a partir dos 60 anos.

Próstata Aumentada pelo Câncer de Próstata ou HPB

Quando questionados sobre isto e sobre necessidade de urinar com tanta frequência, a resposta de muitos homens é simplesmente “É que eu bebo muita água, sabe?”. Mas este é um pensamento perigoso.

A Hiperplasia Próstática Benigna não é câncer. Mas, considerando-se que a dificuldade para urinar é um sintoma comum às duas doenças, não há como diferenciá-las sem o exame adequado, feito pelo urologista.

Isto reforça a importância de que homens acima dos 45 anos procurem regularmente seu urologista, para a realização dos exames que poderão detectar não só a Hiperplasia Próstatica Benigna, mas também a presença do câncer de próstata.

Quais são os fatores de risco para o câncer de próstata?

Manter a prática de atividades físicas e uma alimentação balanceada, rica em vegetais e pobre em gorduras, manter o controle do peso, diminuir o consumo de álcool e cigarro (tabaco), ajudam a prevenir o aparecimento do câncer.

Veja abaixo alguns dos fatores de risco que aumentam a propensão ao desenvolvimento de câncer de próstata.

Câncer de Próstata - Fatores de Risco

– histórico familiar de câncer de próstata: pai, irmãos e tios

– raça: a incidência é maior em homens da raça negra

– obesidade

– disfunções hormonais

Quais são os sintomas de um possível câncer de próstata?

O câncer de próstata é uma doença que não apresenta sintomas nas fases iniciais, na maior parte dos casos. A aparente ausência de sintomas não garante que esteja tudo bem na próstata do homem. Por isso, a prevenção é fundamental.

Uma grande parte dos tumores crescem de maneira tão lenta que levam cerca de 15 anos para atingir 1cm³. Geralmente quando as primeiras evidências começam a aparecer, os tumores pode já estar em fase avançada, dificultando a cura.

Sintomas do câncer de próstata

– vontade constante de urinar e dificuldade de esvaziar a bexiga

– dificuldade para iniciar e parar a passagem da urina

– urina em gotas ou em jatos sucessivos

– dores ao urinar

– dores ósseas

– presença de sangue na urina e/ou no sêmen

– dores na parte baixa das costas (lombalgia) ou na pélvis (abaixo dos testículos)

– dor ao ejacular

– insuficiência renal

Agende sua consulta agora com um Urologista

Como é o tratamento do câncer de próstata?

O tratamento para casos de câncer de próstata em fase inicial tem boas taxas de sucesso e a cura é alcançada em muitos casos.

Uma vez diagnosticado o câncer de próstata, seu tratamento pode ser feito com cirurgia para remover o tumor (em alguns casos é necessária a remoção total da próstata). Outras formas de tratamento podem também ser empregadas juntamente com a cirurgia, como a radioterapia, o tratamento com hormônios e o uso de medicamentos para diminuir o tumor e reduzir o risco da doença voltar.

O tratamento é definido pelo urologista sempre de acordo com cada caso, levando em conta a idade do paciente, a gravidade da doença, doenças associadas e expectativa de vida.

Ponderar estes fatores é importante porque, afinal, os tratamentos podem apresentar algumas complicações, que em alguns casos podem ser revertidas ao final do tratamento, como incontinência urinária, disfunção erétil ou infertilidade.

Vencer o preconceito e o machismo é a melhor prevenção

O preconceito e o machismo são provavelmente os maiores inimigos na prevenção ao câncer de próstata. Uma pesquisa realizada em sete capitais brasileiras pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), pelo Instituto Oncoguia e pela empresa farmacêutica Bayer apontou que 21% da população masculina considera que o exame de toque retal “não é coisa de homem”. 

Do total de entrevistados, 76% afirmam saber que o toque retal é um exame importante para o diagnóstico e 48% afirmam acreditar que o machismo é o principal motivo pelo qual os homens não fazem o exame.

Entre os homens com maior risco, acima dos 60 anos, 27% nunca se submeteram ao exame. E mais de 1/3 dos entrevistados diz não conhecer nenhum sintoma do câncer de próstata.

É importante ter em mente que a melhor forma de favorecer a cura do câncer de próstata é o diagnóstico precoce. Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir ao urologista regularmente.

A masculinidade nada tem a ver com a realização de exames simples, indolores e rápidos. São poucos segundos que podem prolongar a vida por anos. Se você tem mais de 45 anos, visite o seu urologista ou incentive o seu parente, irmão ou amigo a fazê-lo. A saúde é importante demais para ser negligenciada por mero preconceito.

FracoRegularBomMuito bomÓtimo (2 votos)
Loading...
Compartilhe em suas redes sociais:

Deixe seus comentários!
[yuzo_related]
Médico por preço acessível

Encontre um Psicólogo perto de você, agende uma consulta e comece hoje sua terapia

Consultas acessíveis, com profissionais em 40 cidades

Escolha um Psicólogo perto de você, agende uma consulta e comece hoje sua terapia

Sobre o Nossos Psicólogos

O Nossos Psicólogos é o portal onde você escolhe um Psicólogo perto de você, com terapia a custos acessíveis. Escolha o seu profissional de acordo com o que é importante para você: perfil, especialidade, localização, agenda etc. O uso pelo paciente é gratuito: ele paga somente a consulta realizada, diretamente ao profissional que o atendeu. As consultas são realizadas no consultório particular do Psicólogo escolhido pelo paciente. Acesse nossa página Quem Somos para saber mais.

Todas as informações aqui apresentadas têm objetivo meramente informativo, não pretendendo, em tempo algum, substituir as orientações e diagnósticos de profissionais da saúde, ou servir como indicação para qualquer tipo de tratamento. Somente o profissional da saúde poderá indicar, iniciar, alterar ou interromper tratamentos. NUNCA tome medicamentos sem orientação médica. Para mais informações, acesse nossos Termos de Uso e Política de Privacidade.

Logo - Nossos Psicólogos

Receba nossas novidades!

Tudo sobre sua saúde física, mental e emocional, com o olhar humano e atento dos Nossos Psicólogos.

Obrigado! Seu e-mail foi cadastrado!